Estruturas de Caráter

ESTRUTURAS DE CARÁTER & MODELO DESENVOLVIMENTAL

O renomado estudioso reichiano Dr. David Boadella, diretor do sistema de Biossíntese (e ex-presidente da Associação Europeia de Psicoterapia Corporal – EABP), refere-se a Lisbeth Marcher como o legado escandinavo de Wilhelm Reich e descreve o nosso modelo de Estruturas de Caráter como um dos mais avançados modelos criados pela nova geração de psicoterapias corporais emergentes na Europa, uma vez que vai significativamente além daqueles de Wilhelm Reich, Frank Lake, Alexander Lowen e outros teóricos do ramo.

De acordo com o Sistema Bodynamic, o desenvolvimento de uma criança move-se através de uma série de fases etárias específicas e sobrepostas que abrangem do 2º trimestre no útero até a idade de 12 anos. Também consideramos a adolescência como um período significativo de desenvolvimento pessoal, e sabemos que, mais tarde na vida, a personalidade é remodelada por uma série de fases desenvolvimentais do adulto, que se sobrepõem e interagem com as Estruturas de Caráter estabelecidas durante a infância e adolescência.

As Estruturas de Caráter

(cada uma é nomeada segundo seu tema principal)

Existência:
2º trimestre no útero – 3 meses após o nascimento

Existence Character Structure

O direito de existir e de se sentir seguro/a em contato e temas relacionados com o imprint do nascimento.

Necessidade:
Do nascimento a 1 1/2 ano

Need Character Structure

O direito de sentir suas próprias necessidades e de poder expressá-las.

Autonomia:
8 meses a 2 1/2 anos

Autonomy Character Structure

A capacidade de sentir sua própria curiosidade para explorar o mundo ao redor, ao mesmo tempo em que mantém contato e recebe ajuda quando necessário.

Vontade:
2 a 4 anos

Will Character Structure

A capacidade de planejar, priorizar, fazer escolhas e valer-se de seu poder para agir, partir para a ação.

Amor e Sexualidade:
3 a 6 anosLove-Sexuality Character Structure

A capacidade de manter um equilíbrio entre amor e sensualidade-sexualidade e a capacidade também de criar amizades, alianças, e de aprender sobre os papéis familiares.

Opinião:
5 a 9 anos

Opinião

A capacidade de formar e de expressar suas próprias opiniões, incluindo normas, valores e regras.

Click here
7 a 12 anos

Solidariedade e Performance

A capacidade de equilibrar entre manter uma melhor performance individual, enquanto auxilia e oferece apoio a todos os membros do grupo para que o todo funcione da melhor forma.

Adolescência:
11 a 21 anos

Puberdade

Decisões tomadas durante esses anos, ao mesmo tempo em que todos os temas acima são revividos.

As Posições das Estruturas de Caráter

Nós distinguimos entre três possíveis Posições (sadia, precoce e tardia) para cada Estrutura de Caráter e seu tema principal, mediante a forma como elas ocorrem nas interações entre pais e filhos:

  • Para que a criança seja capaz de ser seu verdadeiro eu, a atuação da paternidade deve ser adequadamente boa o suficiente, nos termos de Winnicott, nas estruturas mais iniciais da infância; enquanto que, nas estruturas mais tardias, o ambiente social desempenha um papel quase tão importante quanto a paternidade. Isto é, uma boa paternidade e um bom ambiente garantem que a criança seja capaz de manter uma profunda conexão consigo mesma, enquanto desenvolve as habilidades necessárias para cada fase de desenvolvimento, tornando-se o que chamamos de recursada, ou seja, saudável. Esta é a posição sadia.
  • Caso ocorram distúrbios graves ou no início de um estágio específico, é muito provável que a criança desista de realizar os impulsos para agir e sentir segundo o que seria apropriado para essa fase. Nesse sentido, habilidades, capacidades e conhecimentos tenderão a não serem expressos, não aprendidos ou resignados. No adulto, eles aparecerão de forma pré-consciente ou inconsciente. Esta é a origem da resignação psicológica. Esta é a posição precoce.
  • Se os distúrbios em um estágio particular são menos graves ou caso ocorram em um momento posterior, a pessoa terá uma tendência a segurar e reter impulsos para agir ou sentir, ou esses impulsos podem ser executados rigidamente. Esta é a origem da blindagem psicológica (muitas vezes chamada de couraça). Esta é a posição tardia.

Tanto as posições precoce e tardia resultam em distorções do Self e nos relacionamentos. Por exemplo, na estrutura da Necessidade, a posição precoce ou colapsada é denominada Desencorajada; a rígida ou tardia é denominada Desconfiada; e a posição saudável ou equilibrada, Auto Gratificante.

Imagine uma criança pequena cuja própria sobrevivência depende totalmente de ter suas necessidades básicas atendidas. Se o bebê não experimenta a segurança de ser provido, ele vai cair em profundo desespero. Outra criança pode, por vezes, ter suas necessidades básicas atendidas, e, em outras vezes, não. Esse bebê pode tornar-se desconfiado de seus cuidadores. Já a criança cujas necessidades são atendidas por uma mãe suficientemente boa, provavelmente, irá experimentar a sensação de estar satisfeita consigo mesma; tanto no contato, comida, segurança, amor, jogo, quanto com uma fralda limpa.

Considerando que várias psicoterapias corporais aderiram ao conceito reichiano de blindagem ou couraça, o sistema Bodynamic o estabelece como limitado na prática. Muito frequentemente, os clientes que foram postos para somente trabalhar suas blindagens pareceram regredir em termos de desempenho de vida. Notando isso, os pioneiros Bodynamic pesquisaram padrões de resposta muscular em profundidade e, mais tarde, formularam os conceitos de resposta muscular neutra ou hipotônica.

Considerando que as abordagens anteriores pareceram ignorar a possibilidade de resignação hipotônica, a equipe Bodynamic foi uma das primeiras a passar para uma abordagem de corpo-dinâmico que procurou apoiar músculos hipotônicos de uma forma que hoje chamamos Recursante, assim que os músculos hiper-responsivos possam relaxar de uma maneira mais natural. A abordagem Bodynamic permite mais integração, em vez da fragmentação que às vezes ocorre em abordagens estritamente reichianas.

O conceito de hipo-responsividade é exclusivo do sistema Bodynamic. Músculos que são hipo-responsivos precisam de suporte e contato para se desenvolverem. Resposta muscular neutra é também um conceito único do sistema Bodynamic. Resposta muscular Neutra apoia o desenvolvimento de novos recursos psicológicos ou o acesso a mais opções na vida.

Novas habilidades terapêuticas

A nova habilidade de reconhecer e trabalhar diretamente com a resignação psicológica e de construir novos recursos do ego tem transformado a natureza da psicoterapia. Trabalhando no contexto de uma relação terapêutica, os clientes podem aprender a despertar impulsos e habilidades não desenvolvidas. A aquisição destes novos recursos motores e egóicos, que é justamente o que falta e o que é mais necessário, facilita muito o trabalho de questões desenvolvimentais com segurança interna e empoderamento.

O trabalho com resignação somática transforma a natureza da psicoterapia corporal, permitindo o terapeuta a entender quando é necessário trabalhar de uma forma gentil e solidária, a fim de desenvolver ou restaurar os recursos que se resignaram. A terapia não visa quebrar a resistência ou forçar a liberação emocional, e sim, transformar os clientes através do despertar de estados profundos de consciência corporal. Isso desperta recursos profundos dentro de si, que são encorajados a emergir.

Transferência e Contra-Transferência

Transferência e contra-transferência são ferramentas importantes para a cura de arraigados padrões desenvolvimentais. Segundo Boadella (e outros antes dele), transferência reflete a história de padrões psicológicos anteriores nos músculos, que então se projetam sobre o terapeuta / instrutor / membros do grupo.

Muitos anos de experiência no ensino e treinamento de psicoterapeutas que trabalham com outras abordagens (não-Bodynamic) mostraram que o modelo de Estruturas de Caráter pode ser aplicado como uma ferramenta poderosa para descrever diferentes padrões de transferência e contra-transferência. O modelo de Estruturas de Caráter descreve os padrões de resposta muscular em conjunto com os padrões individuais de contato, interação social e comportamento.

O terapeuta em treinamento Bodynamic pode envolver padrões de transferência especificamente em relação à estrutura de caráter ou padrões de desenvolvimento, utilizando exercícios específicos, as mensagens de paternidade saudável, padrões de contato, trabalho psicomotor e de linguagem. Ao estabelecer este novo padrão de contato na transferência, ou ressonância como Boadella descreve, um novo imprint é criado e integrado na vida diária do cliente.